Ricardo sobre Cássio: “Farei o possível para que a gente permaneça juntos”

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), participou na manhã desta segunda-feira (30), do Programa Bom Dia Paraíba, transmitido pela TV Cabo Branco, durante o qual falou sobre as diversas ações administrativas empreendidas pelo governo ao longo deste ano e as que serão implementadas em 2014.


O governador ainda falou sobre o processo eleitoral do próximo ano e acredita na continuação da aliança entre ele e o senador Cássio Cunha Lima (PSDB).

Ricardo acredita que o senador não saia como candidato para disputar com ele o governo do Estado. Segundo Coutinho, existe um projeto em curso na Paraíba e que vem avançando e sendo demonstrado pelos indicadores, seja ele social, econômico ou qualquer outro. “Nós estamos muito melhor hoje do que estávamos em 2010. Portanto, há um avanço dentro deste Estado”, disse.

O governador ressaltou ainda que o senador Cássio e as outras lideranças de outros partidos sabem muito bem que esse processo é um processo de muitas mãos e que é preciso pensar a Paraíba não apenas em função da eleição, mas em função de um projeto, que não foi só de 2010. Para ele, esse projeto deve ser para 2014 e para 2018.

“Eu creio, sinceramente, se depender de mim eu farei tudo que seja possível para que a gente permaneça juntos”, ressaltou.

Indagado que independentemente do cenário eleitoral de 2014, se ele irá contar com o apoio do PSD, partido presidido no Estado pelo vice-governador Rômulo Gouveia, Ricardo respondeu que sim porque além de ser seu amigo faz parte do governo e co-responsável pelo desenvolvimento do Estado.

“Ele está construindo tudo isso. Então, eu não vejo porque Rômulo não esteja não só dentro desse processo, mas construindo esse processo como uma pessoa que tem responsabilidade para com a Paraíba, como uma pessoa que foi muito importante quando em 2010 com o mandato de deputado federal garantido saiu para disputar a vice-governadoria no momento em que poucos acreditavam que nós venceríamos e nós vencemos”, destacou.

Ricardo Coutinho também falou sobre a possibilidade de aliança com o PPS presidido no Estado pelo vice-prefeito da Capital, Nonato Bandeira, de quem está afastado por brigas políticas. Conforme o governador, o PPS esteve com ele em 2004, 2006, 2008 e 2010, ou seja, o partido é o parceiro do PSB desde seu projeto para governar João Pessoa.

“Agora, o Roberto Freire, presidente nacional do PPS declarou apoio à candidatura do Eduardo Campos, então nada mais natural que esse apoio que é nacional já determinado também se expresse na Paraíba”, afirmou.

Em relação às arestas com o vice-prefeito Nonato Bandeira, o governador disse que do ponto de vista de um projeto político não tem aresta com absolutamente ninguém. “Eu tenho um projeto político a cumprir, esse é meu dever”, avaliou.

Por Paraíba Online

About Queimadas No Foco

Queimadas No Foco
Recommended Posts × +

0 comentários:

Postar um comentário