Câmara de vereadores aprova lei de autoria do Prefeito que faz mudança no PMAC e diminui salários dos servidores públicos da saúde; Servidores tomaram as ruas de Queimadas em protesto



Câmara de vereadores aprova lei de autoria do Prefeito que faz mudança no PMAC e diminui salário dos servidores públicos da saúde de Queimadas; Servidores tomaram as ruas de Queimadas em protesto.

Com o apoio da direção do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste da Borborema (Sintab), os servidores da Saúde do município de Queimadas, no Agreste paraibano, saíram às ruas do Centro da cidade em buzinaço na manhã desta terça-feira, 11, para protestar contra mudanças arbitrárias na Lei do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ).

Em um discurso bastante enérgico o vereador Raimundo Farias na sessão defendeu a categoria e afirmou que não vota contra o servidor público, confira no vídeo abaixo:

Revoltados com as alterações que penalizam ainda mais a categoria, dezenas de agentes comunitários de saúde e de endemias (ACS e ACE), além de enfermeiros, médicos e odontólogos, dividiram-se em motos, carros e alguns, em caminhada, e partiram em direção à Prefeitura, após sessão na Câmara que aprovou o novo projeto de lei. O objetivo era conseguir uma audiência com o prefeito, mas a sede municipal estava fechada.

Segundo o coordenador de comunicação do Sintab, Napoleão Maracajá, haverá uma redução significativa no percentual do benefício destinado aos ACE e ACS. “Além disso, a lei aprovada hoje dá ao gabinete do prefeito total e absoluto poder de mudar a tramitação destas gratificações quando bem quiser”, completou.

CONFIRA ALGUNS MOMENTOS DA CAMINHADA EM PROTESTO NO VÍDEO ABAIXO:

Ainda segundo ele, haverá uma assembleia na próxima sexta-feira, 14, para definir se os trabalhadores irão abandonar o PMAQ. “A gente parabeniza o Sindicato e os servidores que lotaram esta casa e lamenta o projeto do executivo, que votou contra os trabalhadores e contra a população, por isto essa assembleia, porque foi um golpe muito forte não só para a categoria, mas para o município inteiro”, salientou.

O vice-presidente do Sintab, Giovanni Freire, reforçou que o projeto vai de encontro ao que determinam as portarias do Ministério da Saúde. “Esse recurso é exclusivo dos trabalhadores, o papel da gestão é dividir entre estes, porque os trabalhadores é que são os principais atores e não podem ser atropelados por estes vereadores”, frisou.

Agora, aguarda-se a sanção do prefeito José Carlos de Sousa Rêgo (PSB). Votaram contra o projeto e a favor dos servidores os vereadores Raimundo Farias, Luciano do Rêgo, Sheila Farias, Chiquinho Maciel e Rejânio Ferreira Da Silva.

Por Queimadas No Foco com  SINTAB


















About Queimadas NoFoco

Queimadas NoFoco
Recommended Posts × +

0 comentários:

Postar um comentário