SAÚDE EM FOCO: O sol como agente natural de saúde


No verão é comum prestarmos mais atenção aos cuidados com a exposição da pele ao sol, devido à maior incidência de raios solares e da maior intensidade de radiação UV.
Essa preocupação é compreensível, já que o excesso de exposição aos raios UV pode causar sérios danos como queimaduras, manchas, rugas e até mesmo câncer.
  No entanto, enquanto a maioria das pessoas está ciente dos perigos do excesso de  sol, muitos não sabem que a luz solar proporciona também benefícios enormes à saúde. Sabendo que, em grande parte do dia,  precisa de proteger a pele com um protetor solar de alta qualidade, veja alguns dos benefícios surpreendentes da luz solar:

1. A luz solar ajuda a prevenir o cancro.
Não são apenas as plantas que metabolizam a luz solar. Os seres humanos também. Através de um processo complexo, os nossos corpos transformam a luz solar em  vitamina D revitalizante. A conexão entre a deficiência de vitamina D e o cancro foi feita já há vários anos. A falta de exposição ao sol influencia o desenvolvimento do cancro. Estudos há muito comprovam que a falta de vitamina D aumenta o risco de vários tipos de cancro, especialmente o da mama e o do cólon.

2. O sol é benéfico para doentes com Alzheimer.
Pesquisas clínicas  demonstram  que a exposição à luz solar durante o dia, alternada com a escuridão da noite,  ajuda a melhorar alguns aspectos da doença de Alzheimer, reduzindo a agitação, aumentando a eficiência do sono e diminuindo as insônias.

3. Menor risco de esclerose múltipla.
Esclerose múltipla é mais comum em populações que vivem longe do Equador. As pessoas que se deslocam de uma área de baixo risco para uma área de alto risco antes dos 15 anos tem maior probabilidade de desenvolver esclerose múltipla do que as que o fazem mais tarde. Para além disso, estudos na Europa registraram menor risco para nascimentos ocorridos depois de Outubro e um maior para nascimentos ocorridos depois de Maio. Os níveis de vitamina D da Mãe durante a gravidez influenciam o risco de contrair a esclerose múltipla.
4. Ajuda a curar a psoríase.
A exposição à luz solar é extremamente benéfica para as pessoas com psoríase. Um estudo demonstrou que uma terapia de banhos de sol durante quatro semanas provoca a diminuição significativa dos sintomas da psoríase em 84 por cento dos indivíduos.
5. A luz solar pode aliviar a depressão.
Tem havido muita investigação sobre a relação  entre a luz solar e o humor. Um dos estudos mais conceituados demonstrou que o sol de facto aumenta os níveis de um dos antidepressivos naturais do cérebro. Em dias ensolarados, o cérebro produz mais serotonina do que em dias encobertos.

6. A luz solar contribui para a saúde dos ossos nos idosos.
Sabemos já que a vitamina D estimula a absorção de cálcio pelos ossos. O processo de fabricação de vitamina D começa quando a luz solar transforma o 7-desidrocolesterol na pele em vitamina D3. Pesquisas mais recentes mostram  ligação direta entre a densidade óssea e os níveis sanguíneos de vitamina D3. Níveis de sangue com mais  vitamina D3 estão associados a diminuição das fraturas de praticamente todos os tipos. Baixos níveis de vitamina D3 no sangue estão associados a maior taxas de fraturas de qualquer tipo.

7. Luz solar melhora a qualidade do sono.
Quando a luz solar atinge os olhos, o nervo ótico envia uma mensagem para a glândula no cérebro que produz melatonina (uma hormônio que ajuda a dormir) diminuindo a sua secreção até que o sol se põe. Por outras palavras, a luz solar durante o dia aumenta de forma natural a produção de melatonina durante a noite. Níveis baixos de produção de melatonina estão ligados a fraca qualidade de sono, especialmente em jovens.

Apesar dos benefícios, é fato que a exposição em excesso à luz solar pode causar sim problemas sérios na pele como queimaduras, rugas, manchas e câncer de pele, além de poder causar outros problemas como insolação e desidratação. Por isso, a dica para aproveitar os benefícios da luz solar sem sofrer com queimaduras e outros problemas, é manter o equilíbrio.
A exposição saudável ao sol deve ser feita por curtos períodos de tempo, de 15 a 30 minutos. Deve ser feita sem protetor solar, para que a pele absorva a radiação UVB, porém, em horários onde a incidência é menor, antes das 10h da manhã e após as 16h da tarde.



About Unknown

Unknown
Recommended Posts × +

0 comentários:

Postar um comentário