FRIEZA: Acusado de assassinar mulher no Cássio Cunha Lima, diz não estar arrependido e que faria tudo de novo

Em Queimadas o marido matou a mulher com vários golpes de faca e disse que faria tudo novamente, pois estava sendo traído.

Josimar Pereira da Silva, o “cego”, foi preso no último dia 23 e assumiu que matou esposa, Sandra Serafim de Oliveira, no dia 03 de novembro com golpes de faca.
Agentes da polícia civil e o delegado Ramirez São Pedro realizaram a prisão.
“Ele confessou o crime, não mostra arrependimento. Ele alegou que estava sendo traído pela Sandra e por isso ‘teria o direito de assassiná-la’; Também não demonstrou arrependimento de ter esfaqueado a enteada, pois segundo ele, a jovem o teria agredido com uma garrafa de vidro na cabeça no momento em que matava a mãe dela”, disse o delegado Ramirez.
O policial acrescentou que “na verdade foi um motivo fútil. Familiares e parentes dela negam essa alegação de Josimar. Ele é um ébrio, vivia embriagado e nesses momentos de constante embriaguez agredia fisicamente a Sandra na frente dos filhos e os obrigava a ingerir bebia alcoólica”.  
Josimar foi preso num matagal.
“Desde o dia do crime Josimar se homiziou na mata, na região de Queimadas. Ele conhecia a região: nasceu e cresceu por lá. Ele ficava visualizando a chegada de pessoas e veículos estranhos. Durante o período em que ficou escondido, ele praticou pequenos furtos e exigiu alimentos dos moradores. Ele não resistiu à prisão. Nestes dias ele disse que dormiu na mata. Para evitar ser picado por animais peçonhentos amarrava sacos plásticos nos pés; Se alimentava de arroz cru humedecido, fubá, açúcar e água”.
Sandra deixou oito filhos menores e uma neta.
Josimar é pai de apenas um deles.

Por Queimadas No Foco com Renato Diniz

About Queimadas No Foco

Queimadas No Foco
Recommended Posts × +

0 comentários:

Postar um comentário