CONDENADO: Vaqueiro é condenado a 34 anos por morte de adolescente na Paraíba

Ana Alice, estudante desaparecida em Queimadas, interior da Paraíba (Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal)

Ana Alice foi violentada por quatro horas
(Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal)
Julgamento aconteceu nesta terça-feira (18) e durou quase sete horas.
Jovem foi estuprada, morta e enterrada em setembro de 2012.

Foi condenado em júri popular o vaqueiro Leônio Barbosa de Arruda, de 25 anos, acusado de estuprar e matar a adolescente Ana Alice Macedo Valentin, 16 anos, em setembro de 2012. Como pela, ele vai cumprir 34 anos e 4 meses em regime fechado. A decisão saiu por volta das 16h desta terça-feira (18) após um julgamento que durou aproximadamente sete horas.
Leônio foi condenado pelos crimes de estupro, homicídio e ocultação de cadáver. Como ele já estava preso por outros crimes, vai cumprir a pena na Penitenciária Dr. Romeu Gonçalves de Abrantes, mais conhecido por PB1, em João Pessoa. A defesa tem cinco dias para apresentar recurso, caso queira.
Ana Alice morava em Queimadas e estudava na cidade de Boqueirão. No dia 19 de setembro de 2012, a adolescente foi vista pela última vez após um motorista deixá-la em Queimadas. O corpo dela foi encontrado apenas no dia 8 de novembro, enterrado na Zona Rural da cidade de Caturité, com marcas de violência sexual e espancamento. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito foi preso após cruzamento de informações de outros casos de estupro.

Publicidade - ANUNCIE CONOSCO
Segundo o juiz Antônio Gonçalves, que julgou o caso, o julgamento aconteceu de “forma ordeira” e em apenas um dos momentos a plateia se manifestou. Durante o julgamento, o réu estava tranquilo o tempo todo e ficou em silêncio durante o interrogatório.
Ainda segundo o magistrado, a mãe da vítima esteve presente durante toda o julgamento. A irmã da vítima chegou a passar mal após a senteça ser proferida e precisou ser levada para o hospital. Na saída do julgamento, a família disse acreditar que não foi feito justiça, que eles esperavam uma pena maior.
Leônio Barbosa de Arruda - Acusado de assassinar a jovem Ana Alice
Relembre o caso
Segundo levantamento da polícia, Leônio já tinha cometido outros dois crimes: estuprado uma jovem de 18 anos em fevereiro e tentou estuprar uma mulher de 40 anos em outubro do mesmo ano.
Ele confessou que matou Ana Alice e contou que acompanhou a rotina da vítima durante uma semana, calculando as horas em que ela descia do ônibus que a levava para Boqueirão, cidade a 30 km da casa onde ela morava, em Queimadas, ambas no Agreste paraibano.

O suspeito violentou a estudante por cerca de quatro horas, segundo a polícia. Leônio Barbosa ainda confirmou que espancou Ana Alice com o cano da espingarda calibre 12 e a enterrou na fazenda em que ele trabalhava, junto com o seu material da escola. Ele foi preso, mas conseguiu fugir do Presídio do Serrotão, em Campina Grande, em abril de 2014 e só recapturado 10 dias depois.

Por G1 Paraíba

About Queimadas No Foco

Queimadas No Foco
Recommended Posts × +

0 comentários:

Postar um comentário