Enfermeira é assassinada em Campina Grande após tentativa de assalto

Um crime brutal e covarde aconteceu na manhã deste sábado (18/04), por volta das 06h40 na Avenida Eduardo Magalhães (canal de Bodocongó), em Bodocongó, Campina Grande.

A enfermeira Aucilene de Almeida Lucena, que completaria 33 anos no dia 24 de maio, foi assassinada com um tiro no tórax quando conduzia sua moto.
Segundo o que a polícia militar conseguiu apurar, Aucilene foi vítima de uma tentativa de assalto e provavelmente não percebeu a ação dos bandidos que estariam em outra motocicleta de cor preta.
“Provavelmente ela não ouviu os ladrões que emparelharam o veículo deles com a moto dela, ou ela ao perceber teria tentado fugir”, disse o sargento David, ao renatodiniz.com.
A moto ficou estendida no asfalto e a vítima ainda rolou na pista.
O SAMU realizou o socorro, mas infelizmente a mulher não resistiu.
Aucilene trabalha no Hospital da FAP, em Bodocongó e morava na Rua Coroa de Frade, nas Malvinas
O crime aconteceu no sentido Santa Bárbara/Bodocongó, próximo ao posto Norberto.
Ela era casada e deixa um filho menor de idade.
Qualquer pista sobre os assassinos disque 197. 

Por Renato Diniz

About Queimadas No Foco

Queimadas No Foco
Recommended Posts × +

0 comentários:

Postar um comentário