Na Paraíba família enterra corpo errado

A assistente social do Complexo de Doenças Infectocontagiosas Clementino Fraga de João Pessoa, que não teve o nome revelado, foi afastada das funções após o inquérito administrativo apontá-la como responsável pelo erro das trocas de corpos.


O equívoco ocorreu no domingo (23) quando uma família velou e enterrou um parente errado, na Capital. Os rapazes morreram em decorrência de complicações da Aids.

A diretora técnica do hospital, Ana Paiva, disse que a assistente social trocou a ficha dos prontuários levando a médica constatar o óbito de Josildo Targino de Sousa no lugar de Josinaldo. Decretada a morte do paciente, a família foi informada, velou e enterrou o corpo errado.

“Confirmamos o erro, abrimos investigações, chamei a chefe da enfermagem, médica e assistente social e ficou comprovado que o erro foi da assistente em trocar a ficha dos pacientes. E a família também errou que um parente de Josildo veio e reconheceu o corpo como sendo ele. Mas, que na verdade não era”, disse a diretora, informando que a assistente social está suspensa das atividades por tempo indeterminado devido o erro considerado grave.

Josildo Targino faleceu na manhã da segunda-feira (24) e a troca dos corpos foi feita. Ana Paiva revelou que o corpo de Josinaldo foi exumado do cemitério São José, em Cruz da Armas, na Capital, e sepultado no Cemitério Parque das Acácias, no bairro José Américo, também na Capital paraibana. Josildo foi velado e enterrado no São José.



Por Portal Correio

About Queimadas No Foco

Queimadas No Foco
Recommended Posts × +

0 comentários:

Postar um comentário