Esquizofrenia: Pai mata seu filho de 13 anos a facadas por achar que ele tinha um demônio que iria comê-lo

A polícia disse que um homem de 51 anos matou seu filho de 13 anos de idade, porque acreditava que ele era um demônio que ia comê-lo.

Oficiais descobriram o corpo do menino depois que sua mãe chamou a polícia de Phoenix, no Arizona, EUA, dizendo que ela não conseguia abrir o porão e que seu marido estava com seu filho lá dentro.


Quando os policiais entraram na casa, eles encontraram uma cena inimaginável - o jovem foi morto a facadas. A casa é agora uma cena de crime bárbaro e a polícia diz que o pai confessou ter matado seu filho com um machado.

Segundo a polícia, Gary Reagan Sherrill acreditava que seu filho, David Sherill, foi possuído por demônios e que ia comê-lo. "Estou com o coração partido . Chorei muito ontem à noite", disse o pai.

O corpo do garoto foi descoberto na véspera de Ano Novo depois que sua mãe chamou a polícia, dizendo que ela não conseguia abrir a porta do porão para ver o que estava acontecendo.

"A mãe da criança estava aqui em baixo chorando e gritando inconformada", disse Divina Oeste, vizinha do casal.

Os advogados, em uma defesa absurda, afirmaram que o pai estava com o estado mental abalado por estar desempregado.

Os vizinhos comentaram ao portal My Fox Phoenix que o pai gritava histericamente quando os policiais o prenderam na casa. Ele será acusado de assassinato em primeiro grau.

Esquizofrenia

Alguns psiquiatras estimam que o pai possui esquizofrenia. A doença é caracterizada pela perda de contato com a realidade, com alucinações e delírios.

Muitas escutam vozes que ninguém escuta e imaginam que estão sendo vítimas de complô diabólico. Não existe nenhum tipo de argumento que se possa usar quando o paciente está em estado de surto. Nada consegue convencê-la de que aquela realidade é fantasiosa.

Por Jornal Ciência

About Queimadas No Foco

Queimadas No Foco
Recommended Posts × +

0 comentários:

Postar um comentário