BARRA DE SANTANA E ESPERANÇA têm prefeitos provisórios


Em Esperança e Barra de Santana ainda não há definição do prefeito eleito.
Presidentes das Câmaras de Vereadores das duas cidades tomaram posse.



A esquerda Joventino de Tião(PSC) candidato eleito em Barra de Santana, No centro Andersom Monteiro (PSC) eleito em Esperança, No lado direito Nilber Ameida(PTB).

Na Paraíba, dois municípios deram posse a prefeitos interinos. São eles Esperança, no Brejo paraibano, e Barra de Santana, no Cariri. Os presidentes eleitos das Câmaras de Vereadores das duas cidades tomaram posse. Em Esperança assumiu a prefeitura, temporariamente, a vereadora Cristina Almeida (PSB), na madrugada da segunda-feira (1º) . Já em Barra de Santana, o comando da Prefeitura está nas mãos do vereador Amauri Ferreira (PSD) desde às 8h da segunda-feira. Os dois assumem a administração municipal até que a Justiça Eleitoral decida sobre novas eleições.
 
A decisão foi ajustada depois que uma determinação da Justiça Eleitoral indeferiu a posse dos candidatos a prefeito dos municípios de Esperança e Barra de Santana. Até que ela defina a realização de novas eleições, os vereadores estarão à frente da administração municipal. Tendo como candidato a vice-presidente o professor Adailton dos Santos (PSB), Cristiana Almeida foi eleita com oito votos a cinco, assumindo a presidência e posteriormente a administração municipal. Em Esperança, os dois candidatos a prefeito, Anderson Monteiro (PSC) e Nilber Almeida (PTB), tiveram os registros cassados.
Em Barra de Santana, o eleito presidente da Casa, Amauri Ferreira, assumirá interinamente a prefeitura, que foi disputada entre os candidatos Joventino de Tião (PSC) e Anna Ludgério (PSB). Tião teve a candidatura indeferida pelo juiz Edivan Rodrigues, decisão mantida pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB). Ele não conseguiu comprovar que tinha domicílio eleitoral em Barra de Santana, transferido de Queimadas, mas recorreu da decisão ao TSE, em Brasília. O ministro Marco Aurélio negou a liminar e os advogados de Joventino ingressaram com um agravo regimental para ser apreciado pelo Pleno. Por conta deste impasse, a candidata Anna Ludgério (PSB) não foi diplomada e aguarda uma decisão final do TSE.

Por G1 Paraíba

About Queimadas No Foco

Queimadas No Foco
Recommended Posts × +

0 comentários:

Postar um comentário