Alunos são filmados fazendo sexo em sala de aula de colégio, em Manaus

Vídeo foi publicado na internet e teve mais de 300 visualizações.
Estudantes e autor do vídeo foram identificados por diretoria da escola.

Video foi publicado no Youtube e retirado do ar após denúncias (Foto: Reprodução/Youtube) Video foi publicado em canal no Youtube e retirado do ar após denúncias (Foto: Reprodução/Youtube)
 
Dois alunos foram filmados fazendo sexo em uma sala de aula do Colégio Brasileiro Pedro Silvestre, localizado no Centro de Manaus. O vídeo foi publicado na internet e teve mais de 300 visualizações.
Nas imagens, a aluna aparece sentada no colo do estudante, ambos fardados, em frente à lousa da sala de aula. Eles faziam sexo próximo à porta. A filmagem tem duração de pouco mais de um minuto.
 
De acordo com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), a diretoria da escola teve conhecimento da gravação na quarta-feira (13), antes da publicação na internet, e realizou reunião com os pais e alunos envolvidos.
 
Segundo a Seduc, os responsáveis pelo casal foram informados que os alunos infringiram as regras da escola e poderiam ser punidos, mas os pais pediram que o caso fosse resolvido no âmbito da família. A aluna era do 9º ano e os pais decidiram que ela será matriculada em outra escola para evitar bullying. Já o jovem frequentava o 3º ano do Ensino Médio e se formou.
 
O aluno que filmou o casal também foi identificado. Os estudantes contaram que ele ficou na porta para evitar que alguém entrasse na sala e atrapalhasse o ato. O jovem também era do 3º ano e já foi aprovado.
 
A diretoria da escola acredita que o caso tenha acontecido na terça-feira (12). Para eles, os alunos se aproveitaram da baixa frequência de estudantes na unidade, devido ao período de recuperação, para realizar o ato. Segundo a diretoria, esta é a primeira vez que um caso do tipo acontece no Colégio Brasileiro.
 
A Seduc informou ainda que os pais dos alunos e a diretoria da escola decidiram não denunciar o caso à polícia. No entanto, como a estudante é menor de idade, a divulgação das imagens inflige o Estatuto da Criança e do Adolescente, que prevê pena de quatro a oito anos de reclusão para quem "produzir, reproduzir, dirigir, fotografar, filmar ou registrar, por qualquer meio, cena de sexo explícito ou pornográfica, envolvendo criança ou adolescente".
 
Por G1

.::"QUEIMADAS NO FOCO" APROVEITE E VOTE NA NOSSA ENQUETE::.

About Queimadas No Foco

Queimadas No Foco
Recommended Posts × +

0 comentários:

Postar um comentário