Estudo revela características inéditas de planeta-anão 'irmão' de Plutão

Principal descoberta é que Makemake não possui atmosfera.
Corpo celeste fica no Sistema Solar, mais distante que Plutão.

 
Uma equipe internacional de astrônomos publicou nesta quarta-feira (21) o mais completo estudo já feito sobre o planeta-anão Makemake que fica no Sistema Solar, mais distante do Sol que Plutão. Os resultados obtidos pela pesquisa estão nas páginas da revista científica “Nature”.

A principal descoberta foi a constatação de que o planeta-anão não possui uma atmosfera, o que é uma surpresa. Até o momento, os cientistas imaginavam que ele teria uma, assim como Plutão, considerado um corpo celeste “irmão" de Makemake.

Makemake é menor que Plutão, com cerca de dois terços de seu tamanho. O planeta-anão de maior massa do Sistema Solar é Éris, que fica ainda mais distante que Makemake.

Até o momento, pouco se sabia sobre as condições do local. O estudo foi possível quando Makemake passou em frente a uma estrela, em um fenômeno conhecido na astronomia como “ocultação estelar” – a lógica é a mesma que a de um eclipse total, quando a Lua impede de ver o Sol.

O desaparecimento e o ressurgimento da estrela se deram de forma abrupta. Se Makemake tivesse uma atmosfera, como Plutão tem, essa alteração de luzes aconteceria gradualmente. O fenômeno ocorreu em abril de 2011, mas a leitura dos dados é complexa, e só agora foi possível publicar as conclusões.

O evento, que durou apenas um minuto, foi observado por diversos telescópios situados no Chile e no Brasil – inclusive, vários astrônomos brasileiros participaram da equipe responsável pelo projeto. O líder do grupo foi José Luis Ortiz, do Instituto de Astrofísica da Andaluzia, na Espanha.

O estudo também revelou outras informações sobre a composição do planeta-anão, como a sua densidade e sua capacidade de refletir a luz do Sol.

Por G1, em São Paulo


About Queimadas No Foco

Queimadas No Foco
Recommended Posts × +

0 comentários:

Postar um comentário